quinta-feira, 24 de julho de 2008

Resultados Sondagem sobre a existência de 2 divisões nas categorias Juniores e Juvenis

Com as minhas desculpas pelo atraso, aqui ficam os resultados da Sondagem "Com o número de clubes com equipas juniores e juvenis que existem actualmente, acha que se devem criar 2 divisões ou manter o sistema de torneios regionais de apuramento para a fase nacional?":
  1. Com 54% dos votos e uma maioria indiscutível ficaram aqueles que acham que deveriam existir 2 divisões em ambas as categorias
  2. Com 20% dos votos ficaram os que consideram que não devem existir 2 divisões. O formato de Torneios Regionais adequa-se às categorias em causa.
  3. Com 12% dos votos ficaram os que não acham que devem existir 2 divisões pois não há equipas suficientes nem estrutura para isso.
  4. Finalmente, em último lugar, com, 4% de votos cada, ficaram os que tem outra opinião que expressarão por comentário quando saírem os resultados, os que acham que deveriam existir 2 divisões só nos juniores e os que acham que deveriam existir 2 divisões só nos juvenis.
Com toda a polémica que tem existido em torno da Fase Final dos juvenis... fica aqui uma pequena amostra da opinião das pessoas...

Se calhar está na altura de se avançar para um novo modelo de Campeonatos... apostando nos escalões mais jovens e de formação para criar competitividade e maior número de jogos...

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá Paula,

Sobre este assunto eu fui um dos que votei que expressaria a minha opinião "depois".

Sinceramente, eu não concordo com a existência de 2 divisões nos escalões de formação, mas sim um campeonato nacional a 2 voltas, tal como acontece nos séniores.

É ridículo que um Campeão Regional não esteja na fase final Nacional, assim como é ridículo aplicar um modelo de jogos construído para as transmissões televisivas, se estas não existem (ainda por cima, nos júniores e juvenis???).

Não faz sentido nenhum a FPN criar um campeonato nacional, que supostamente é o ponto alto da época de mais de 1 milhar de atletas, que dura 3 dias, quando os miúdos andam durante 1 ano inteiro a preparar essa competição.

O rapaz tem uma lesão, está mal disposto, tem exames, não está na melhor forma e puff, o CAMPEONATO NACIONAL já acabou e ele nem deu por isso.

Faça-se o que se fazia à uns anos: campeonato regional a acabar em janeiro; campeonato nacional, a 2 voltas, a acabar em julho.

8 equipas em cada nacional (juvenis e júniores).

É a minha opinião.

Arbitragemwppt disse...

sinceramente, não percebo porque mudámos para este formato que faz com que as equipas joguem menos e com que os clubes mais pequenos e em início tenham 2 a 3 jogos por época.
Um Campeonato a 2 voltas tem todo o sentido, assim como regionais fortes (por exemplo, as Associações do Sul podem fazer um regional com 3 ou 4 associações e dar mais competitividade).
o que dizes, para mim tem todo o sentido e faz com que os atletas se preparem e joguem todo o ano - afinal, nesta modalidade é jogando que se evolui, por ser colectivo.
Não adianta treinar se depois não se joga e não se aprende!