terça-feira, 7 de outubro de 2008

NPA - Eleições FPN

Aqui vos transcrevo a mensagem publicada no blog da NPA relativa ás recentes eleições da FPN:

Na sequência dos resultados das eleições da Federação Portuguesa de Natação e das declarações do seu presidente agora reeleito, interessa à Nadadores Portugueses Associados, esclarecer:

Nunca, o presidente da NPA confundiu, ao contrário do presidente da FPN, interesses e questões pessoais, com institucionais. A opção de voto da associação surgiu democraticamente entre todos os seus Órgãos Sociais e quase por unanimidade, a lista do Eng. José Tomé foi a opção escolhida.
Mesmo tendo legitimidade para tomar as suas decisões, a direcção da NPA resolveu ouvir a opinião dos seus associados num encontro de atletas realizado do passado dia 27 de Setembro, com todos os custos inerentes a esta acção a serem suportados pelo seu presidente.
Por estes motivos, é por demais evidente que quaisquer motivações pessoais do presidente da NPA, derivadas de “questões de sangue que se prendem com laços familiares” não foram preponderantes, mas sim o justo poder democrático ditou o nosso voto.
Deve o presidente da FPN, que já nos habituou a declarações inoportunas e que fogem à verdade, reflectir sobre o porquê de nenhuma das associações de classe, aquelas que mais perto coabitam e que as suas acções condicionam, estarem do seu lado.
Tal como comunicamos antes das eleições, a NPA analisou com a devida antecedência os projectos de ambos os candidatos antes da votação. O presidente FPN não apresentou nenhum manifesto da sua recandidatura, mas apenas uma lista dos Órgãos Sociais completamente reformulada da anterior, o que para nós não faz qualquer sentido procurar apoios com uma nova equipa, sem estar sustentada por uma também nova linha de ideias. O Eng. José Tomé apresentou-nos um projecto que foi ao encontro daquilo que considerámos vital para o desenvolvimento da modalidade na perspectiva dos atletas, enquadramento técnico e cientifico, relações entre todos os agentes desportivos e intervenção na elaboração de planos desportivos.
A NPA estará disponível para colaborar com a FPN, tal como comunicou ao Dr. Paulo Frischknecht logo após o resultado da votação, e tudo fará para defender o interesse dos seus associados mas não se deixará influenciar por comportamentos intimidatórios que provêm de sectores que não o dos atletas.

0 comentários: