sábado, 4 de outubro de 2008

Paulo Frischknecht reeleito presidente da FPN

Aqui vos transcrevo a notícia hoje publicada no Record, no site FPN e em diversa imprensa on-line:

Paulo Frischknecht foi hoje reeleito para um novo mandato de quatro anos à frente da Federação Portuguesa de Natação (FPN), nas eleições realizadas no Auditório do Complexo de Piscinas do Jamor.
A lista do actual presidente foi eleita com 209 votos a favor. A lista B, encabeçada por José Tomé, recebeu 108 votos e 29 foram em branco.
Paulo Frischknecht foi reeleito com o apoio de 12 das 13 Associações que compõem o tecido associativo: Associações Regionais do Norte de Portugal, Minho, Nordeste, Aveiro, Coimbra, Leiria, Santarém, Interior Centro, Sul, Algarve, Açores e Madeira.
A Associação Portuguesa dos Técnicos de Natação (APTN) votou em branco e a Associação de Lisboa, Nadadores Portugueses Associados (NPA) e Associação Nacional dos Árbitros de Natação (ANAN) votaram em José Tomé.
A tomada de posse está agendada para dia 17 de Outubro (sexta-feira), às 18h30, na Sede do Comité Olímpico de Portugal.


Paulo Frischknecht: “Reformar a natação portuguesa no sentido do progresso e do desenvolvimento”

Paulo Frischknecht começou por afirmar que “estou satisfeito pelo inequívoco apoio massivo das Associações Regionais: 12 de 13 confiaram na lista A, o que me deixa extremamente orgulhoso pelo reconhecimento do trabalho efectuado ao longo dos últimos quatro anos. Revela que, de facto, hoje as regras são conhecidas, não há sócios privilegiados em relação a outros e apesar de isto significar que a minha Associação (Lisboa), da qual sou sócio de mérito não nos apoiou e não votou em nós, mas deixa bem claro que o nosso programa é um programa justo, que não faz diferenciação e cuja expressão dos votos hoje sufragados é clara e transparente sobre essa matéria, revelando grande imparcialidade de procedimentos. Relativamente aos outros dois sócios que connosco não estiveram – os árbitros e os atletas – em relação aos árbitros não tenho nada a apontar, mal seria se não votassem no candidato da lista B, porque quem preside a essa associação é o próprio. E em relação aos atletas, estranho, mas não me surpreende. Estranho, porque nunca os atletas tiveram tantas condições, tão grandes benefícios e tamanhas regalias como o grupo dos atletas que está representado na NPA. Mas, por outro lado, não me surpreende, porque há questões de sangue que se prendem com os laços familiares do presidente da NPA que são inultrapassáveis. E a partir do momento que eu sucedi ao pai do actual presidente da NPA, é natural que ele estivesse com qualquer candidato que fosse contrário à minha lista. São facilmente explicáveis e não me perturbam minimamente e muito menos desconsideram a classe do praticante a quem eu reconheço os maiores méritos, não tivesse eu sido também um deles e me considere ainda hoje um deles.”
O presidente da Federação agradece “a confiança das 12 Associações e prometo aquilo que prometi há quatros anos: muito trabalho. O saneamento financeiro foi concluído, os projectos de fundo mantêm-se, e gosto de perceber que há um reconhecimento pelo esforço que foi efectuado pela anterior Direcção e uma confiança na nova Direcção.”
O responsável federativo acrescentou que “nestes quatro anos em que se procedeu ao saneamento financeiro e se deu cumprimento ao programa fizemos aquilo que é inevitável, e que se traduz em grande impopularidade para qualquer equipa, que é produção de medidas reformadoras. Nós encetamos uma série de reformas em várias frentes, declarámos guerra a interesses instalados e isso tem os seus custos. Nós entendemos suportá-los e portanto fá-lo-emos no futuro, porque é essa a nossa orientação: reformar a natação portuguesa no sentido do progresso e do desenvolvimento.”
Por fim, o dirigente deixou “uma palavra de agradecimento ao concorrente da lista B, porque legitima o vencedor destas eleições. E uma particular satisfação por perceber que em 80 anos de história da Federação Portuguesa de Natação, apenas em duas ocasiões houve mais que uma lista a concurso e em ambas as ocasiões eu concorri. E quer da primeira vez, quer hoje, não saio vencedor em solução única, saio vencedor contra outros projectos, o que só valida a justeza e a democraticidade do processo.”


Direcção da FPN:

Mesa da Assembleia Geral:

Presidente João Paulo Vilas-Boas Soares Campos
Vice-presidente António Rui Ruão Machado Barbosa
Secretário Carlos Manuel Freitas Gonçalves
Secretário Eurico Jorge Mendonça Perdigão
Secretário Ana Luísa Amado Antas de Barros Frischknecht

Direcção:

Presidente: Paulo José Frischknecht

Vice-presidente Luís Miguel Liberato Baptista
Vice-presidente António Eduardo Monteverde Plantier Saraiva
Vice-presidente Sylvie Pereira Dias
Vice-presidente Paulo Eduardo Matos Gomes Azevedo
Vice-presidente Fernando Eduardo Ribeiro Marques
Vice-presidente Nuno António Silva Lobo
Vice-presidente Pedro Guilherme Sampaio Viola Parreira
Vice-presidente António Joaquim Catarino Raimundo
Suplente Jaime Carlos Campos Pereira Bento
Suplente Alexandra Maria Alves Nascimento da Silva
Suplente Miguel de Mendonça Gonçalves Cabrita
Suplente António de Almeida Bessone Basto
Suplente Nuno José dos Santos Vicente
Suplente Eugénia Maria Guedes Pinto Antunes da Cunha

Conselho Fiscal:
Presidente José Carlos Pinto Silva Mota
Secretário Neusa Alexandra Miranda Almeida Rodrigues Liquito
Vogal Sandra Isabel Cabral Neves Sarmento
Suplente Rui Nuno de Sousa Pereira
Suplente Augusto Manuel Ferreira Pinto

Conselho Jurisdicional:
Presidente João Barcelos da Silva Mascarenhas Athayde
Relator Carlos André de Almeida Dias Ferreira
Relator Miguel Maria Horta e Costa Arrobas da Silva

Conselho Disciplinar:
Presidente Pedro Manuel Chaves Pereira de Almeida e Sousa
Vogal Sónia Maria Correia Teixeira
Vogal Tiago Gonçalves Pires da Costa
Suplente Rui Miguel Pereira Gonçalves
Suplente Marco Alexandre Lopes Baptista

Conselho de Arbitragem:
Presidente Edgar Manuel da Silva Ramos Coelho
Secretário António Jacinto Silvestre Amador
Vogal Carlos Manuel Carvalho de Jesus
Vogal Paula Cristina Oliveira Cruz
Vogal Ana Filipa Dias de Santana Frazão Karas
Suplente Rui Fernando Ribeiro
Suplente Luís Miguel Coelho dos Santos

0 comentários: