quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Agradecimento Dr Alvaro Monteiro ANNP

Aqui vos deixo o agradecimento do Dr. Álvaro Monteiro (publicado pelo Siscu), vice-presidente da ANNP, pessoa com quem tive a honra e o prazer de conviver, ao longo de vários anos e eventos, que muito admiro e que espero continuar a ver "numa piscina perto de nós":


Caros amigos,

Como é do vosso conhecimento, vão realizar-se no próximo dia 15 de Outubro eleições para os Corpos Sociais da ANNP.

Por motivos profissionais, não me é possível aceitar o convite que o Presidente da ANNP, Sr. Aníbal Pires, teve a amabilidade de endereçar, para que integrasse novamente a sua lista, candidata às próximas eleições.

Foi com pesar que tive de recusar o convite, depois de termos lutado em conjunto, ao longo dos dois últimos mandatos, pela Natação em geral e, muito particularmente, pelo desenvolvimento do Pólo Aquático.
Devido a algumas mudanças na minha vida profissional, é de todo em todo impossível acompanhar a modalidade da forma que o fiz ao longo destes últimos 6/7 anos.

Aliás, nos últimos meses, foi notório que já não comparecia nas piscinas, com a mesma assiduidade com que o fazia anteriormente, o que terá motivado algumas ocorrências menos desejáveis.
Tal ausência não se deve a qualquer litígio com os demais colegas da Direcção, mas apenas a uma sobrecarga muito acentuada de trabalho na minha actividade profissional, que me impossibilitam de dar uma maior colaboração.

Tal não significa, que não manifeste, desde já, o meu total apoio à lista que o Sr. Aníbal Pires vai formar, para concorrer às eleições que se avizinham.
Estou certo que as pessoas que vierem a ser escolhidas, caso venham, como espero, a ganhar as próximas eleições, tudo farão em prol do desenvolvimento e melhoria do Pólo Aquático.

Nesta hora de despedida das minhas funções de dirigente associativo, gostaria de deixar uma palavra de agradecimento a todos aqueles com quem, ao longo destes anos tive o privilégio de trabalhar, de entre os quais gostaria de destacar o Sr. Reis e o Sr. Correia, uma vez que, sem todo o voluntarismo por eles demonstrado, não seria possível o normal desenvolvimento de toda a actividade desportiva da ANNP.

A eles um muito obrigado.

Não se julgue, no entanto que tudo foram “rosas” ao longo destes últimos anos. Na verdade houve ao longo destes anos, algumas divergências de opinião, que sempre foram sendo sanadas através do diálogo.
Pena foi que nem todos quisessem dialogar.

Saio, no entanto com a consciência tranquila de ter feito o melhor que pude e soube, com vista ao desenvolvimento do Pólo Aquático, e orgulhoso de ter, de alguma forma contribuído para a obtenção de alguns dos bons resultados alcançados pelo Pólo Aquático Português, mas assumindo também, a minha quota parte de responsabilidade, nos maus resultados que também se verificaram.

Sei que muita coisa ficou por fazer e que muitas outras poderiam ter sido feitas, mas para tal não terei tido o engenho e arte necessários.
Estou certo que quem me substituir nas funções que até agora desempenhei, terá a força e a vontade de trabalhar para o desenvolvimento e crescimento da modalidade.

De igual modo espero, que todos aqueles que ao longo destes anos foram críticos da minha forma de actuar, e que em “surdina” falavam nas mais variadas soluções para a modalidade, que apareçam com as suas propostas, formando uma lista concorrente às eleições, para que desta forma os clubes possam decidir o que pretendem para a Natação regional e, no caso em concreto, para o Pólo Aquático.
Estou certo que essas pessoas, também elas amantes da modalidade, vão aparecer com as suas ideias, para que os clubes possam optar entre as alternativas propostas.

Apelo, no entanto, que uma vez terminadas as eleições, vencedores e vencidos dêem as mãos, esqueçam as divergências e trabalhem conjuntamente para que o Pólo Aquático Português possa ter a notoriedade que bem merece. Não é com guerras e questiúnculas que a modalidade poderá crescer.

Com as eleições Associativas e Federativas que se aproximam, vai iniciar-se um novo ciclo para a modalidade. As bases estão lançadas, importa agora que todos “remem” no mesmo sentido, para que os resultados que todos desejamos possam ser obtidos.

Não posso terminar esta carta sem deixar uma palavra de agradecimento, a todos os Árbitros de Pólo Aquático, com melhores ou piores arbitragens, foram eles que possibilitaram a realização, ao longo dos anos, dos vários campeonatos regionais. Sem a sua boa vontade, sacrifício, dedicação e amor à modalidade, não teria sido possível, levar a bom termo a realização de todos os jogos dos vários campeonatos que foram realizados.
Todos sabemos que o quadro regional de árbitros é muito limitado para o grande número de jogos existentes. Porém, ao longo dos anos sempre foi possível realizar todos os jogos agendados, com maior ou menor dificuldade.

Não se julgue, no entanto, que esta minha saída significa um abandono definitivo das piscinas.
Tenciono continuar a trabalhar em prol do desenvolvimento do Pólo Aquático Português, para que este possa continuar a crescer de uma forma sustentada.

Como dizia um político famoso da nossa praça, “vou andar por aí”. Mas agora com funções totalmente diferentes.

Uma palavra final para os dirigentes desportivos dos clubes. Eduquem os vossos adeptos, para que estes respeitem os árbitros, e todos os demais intervenientes desportivos, para dessa forma fazerem dos seus filhos e/ou familiares, verdadeiros atletas e os HOMENS do Portugal do futuro.

A todos o meu muito obrigado.

Álvaro Monteiro

0 comentários: