domingo, 8 de junho de 2008

PARABÉNS

Os meus parabéns ao Salgueiros
CAMPEÃO NACIONAL 2007/2008
SENIORES MASCULINOS




E ao Guimarães que
PELA 1ª VEZ
SOBE À PRIMEIRA DIVISÃO



E votos de grandes sucessos!!!

20 comentários:

Anónimo disse...

Como é que uma fase final para decidir o campeonato entre uma equipa do Algarve e outra do Porto é arbitrada sempre pelos mesmos dois juízes do Porto?
Não se está aqui a dizer que não foram isentos, mas para se evitarem certo tipo de insinuações seria sensato uma outra abordagem neste capítulo por parte da FPN, ou estarei a ver mal?

Anónimo disse...

parabens as 2 equipas!

Anónimo disse...

nao percebi... 2 equipas uma do algarve e outra do porto?? :/

ambas as equipas sao do norte....
nota.se que quem vem pra aqui comentar em nada percebe disto...

Anónimo disse...

e quanto aos juizes.... pro jogo do play off.... simples tavam nomeados do sul... mas mostraram-se indisponiveis... lamentavel.... falar.se sem saber...

Arbitragemwppt disse...

Boa tarde
Os juízes eram só 1 - eu. E estou a falar de Oficial de Mesa, pois juizes de golo nunca estiveram previstos. E fui nomeada como recurso (dia 4 de tarde) pois as primeiras pessoas contactadas e nomeadas não estavam disponíveis.
E a minha resposta tinha sido que iria.
No entanto, em função de uma flagrante falta de respeito do Vogal que me nomeou, não só fiquei indisponível para a fase final como para qualquer outro jogo de Campeonatos Nacionais que o Conselho de Arbitragem me convocasse.
Ou seja, traduzindo, como já tenho idade para um certo respeito que não existe, avisei a Federação e o seu presidente que estava indisponível para continuar a ser convocada enquanto se mantiver este elenco.
Por isso, antes de acusarem, conheçam as razões, pois já dei muito de mim e gastei demasiado dinheiro e vida para acusações injustas e infundadas.
E só lamento pelas equipas a quem falhei pela primeira vez em muitos anos, mas depois de anos a respeitar as equipas e atletas e ser constantemente desrespeitada, chegasse a um ponto em que o respeito por nós próprios ganha (foi o caso).

Anónimo disse...

os oficiais de mesa arranjam-se... nao faltam no norte... o grave da questao esta nos arbitros e na disponibilidade/nao disponibilidade.....

o mais engraçado é passarem a vida a criticarem o CA... e a nomeação dos "queridos".... criticam quer sejam nomeados quer nao sejam... mas sao os queridos que há ultima da hora vao tapar os buracos deixados pelos do sul.....

nao falo concretamente de ti paula.. mas de quem escreve nos blogs... em nada isto é construtivo para a modalidade.... é facil dizer k nao ha arbitros... k nao sao nomeados... que nao ha rotatividade...que os do sul sao esquecidos... castigados sem saber.... ;/ será tudo isso verdade?
sera somente o CA o grande culpado do que se tem vindo a passar????


sinceramente nao me parece.... abriu.se uma guerra... sem mais nem porquês... mas tudo k faça a FPN ou neste caso em especial do CA... está mal feito....

pk criticar em vez de ajudar??? é mais facil... quanto parece apontar os defeitos... dificil é conseguir fazer melhor....

Apito na água disse...

Caro anónimo e anónimos.
Por acso estava nomeado um árbitro do sul, mais concretamente de Lisboa. Que avisou, em virtude da greva da CP, cujo bilhete já tinha comprado, que não iria estar presente. Na realidade e a vedade tem que ser dita, não foi culpa do CA.Contudo após verificar e esgotar todas as hipoteses de transporte no sabado, foi comletamente impossível arranjar transporte, pois todos estavam esgotados mesmos os autocarros, só restava uma solução que era a viatura própria, mas como todos sabem trona-se incomportável uma deslocação ao Porto em particular sózinho em viatura própria, para mais quando o problema podia ser minorado se houvesse o minimo de interesse e se dsiponibiliza-se uma viatura da federação, que por acaso foi utilizada uma vez que se deslocaram dois elementos.
Lamentável isso sim e vergonhoso foi a explicação transmitida e que foi escrita no jornal O Jogo, do meu aviso em cima da hora.
Perante tal embora não tenha que dar satizfações a ninguem porque estou de consciencia tranquila, aqui fica o esclarecimento.
Jose Barradas

Arbitragemwppt disse...

Olá anónimo
deixa-me dizer-te o que penso que se passa hoje em dia.
Acho que as pessoas se cansaram...
Não se trata de existirem ou não oficiais no Norte (também existem no sul).
E não se trata unicamente da disponibilidade dos árbitros - pode-se ver pela quantidade de jogos sem oficiais, só com um, só com um árbitro....
E a verdade é que pessoas como eu e imagino que como tu ajudaram a contribuir para esta situação.
Como?
Porque em vez de se criticar estávamos sempre disponíveis para tapar buracos, para "ajudar", por respeito para com equipas e a arbitragem.
Mas essa atitude tornou-se uma gigantesca "bola de neve", porque se estavam sempre a tapar as falhas.
Porque os árbitros e mesmo oficiais se mostram indisponíveis? Já falámos anteriormente disso, trata-se de comunicação e de transparência:
1º - não há critérios nas convocatórias
2º - a arbitragem hoje em dia está cada vez menos nacional e cada vez mais regional e as pessoas notam isso
3º - não se aposta na formação e seguimento e acompanhamento de árbitros mais novos e mais recentes
4º - não se respeitam os regulamentos federativos (e mais uma vez assumo que contra mim falo) no que respeita a categorias, X anos sem apitar, reciclagens, etc (e não se pode dizer que é trabalho de Associações se falamos de árbitros nacionais)
5º - Não se respeitam pagamentos, prazos, informação, nada
6º - contam sempre com os mesmos para ajudar a tapar buracos e não se dá a cara (inclusive são pessoas que fora da FPN que andam a ligar a árbitros para irem a jogos nacionais... o Vogal não tem telefone ou mail para falar com eles?)
7º - os árbitros (do Norte, do Sul, é igual) que consecutivamente são convocados como 2ª ou 3ª opção... ao fim de algum tempo começam a estar indisponíveis. E se bem que ache que deviam estar sempre disponíveis, compreendo que andar a tapar buracos e ser recompensado com... mais tapar buracos, não seja a forma de motivar um árbitro (seja novo, seja "repescado", seja antigo).
Por isso acho que não se trata de criticar o CA, mas de criar uma estrutura organizada em que a comunicação seja atempada (convocar árbitros na 3ª ou 4ª da semana em que vão actuar, ainda por cima sem saber sequer que estão no país ou a trabalhar? convocar oficiais para jogos simultâneos em locais diferentes?), organizada e com critérios claros e bem definidos para todos.
Como nos últimos 2 anos não houve reuniões de arbitragem (Não conto as que foram feitas regionalmente, pois sendo arbitragem nacional penso que deve ser organizada pela FPN e não pedida pelas Associações) nem há informação e cada vez menos comunicação... as pessoas não tem outra opção senão criticar.
Penso é que deve ser construtivo e propor soluções.
E aprendi à minha custa esta semana (e por isso decidi retirar-me) que o facto de andares sempre a tapar-buracos, ajudar, estares disponível, tentar apoiar e incentivar outros árbitros... só te vai garantir desrespeito e, posteriormente, difamação....
E nem falo de me mentirem... dizerem que falaram com árbitros que se mostraram indisponíveis (e por isso se teve de recorrer aos de sempre...) com quem eu falo e me informam que nunca foram contactados (e foram tantas as vezes que isso aconteceu e com tantas pessoas diferentes de Norte a Sul que não posso chamar tanta gente de mentiroso). Talvez mentirem seja uma palavra forte... pode ter sido problema de comunicação e por vezes ligarem para o nº certo e noutras ser o numero errado...
Lamento, não estou aqui para criticar ninguém, mas critico um sistema que hoje em dia está claramente ultrapassado e sujeito a estas criticas por falta de transparência, diálogo e comunicação e que ele próprio promove a divisão e as guerras (que não ajudam nada a modalidade)

Anónimo disse...

Bom, como recem chegado à modalidade, acho que ainda não percebi bem onde me meti.
Isto tá mesmo mal...
Norte, sul, atrazos, desorganização, sempre os mesmos, tapar buracos..., enfim... Portugal.
E depois vem aí uma crise de todo o tamanho e as deslocações vão ficar cada vez mais honerosas e as pessoas vão defender-se ainda mais desta desorganização.
Será que querem mesmo acabar com o Pólo ?
Abraços

PS-Já agora, alguém me tira a dúvida, de onde é essa equipa de nome estranho "portinado"? do Porto? "port..." só pode! é só lá que há pólo. Ele há cada um!!!

Anónimo disse...

Somente quero dar os Parabens´a esta magnifica dupla de arvitragem que esteve nestes jogos decisivos, Eurico Silva e Luis Santos, tiveram muito bem, os meus Parabens a estes senhores, que muito têm contribuido para a evolução da arbittragem em Portugal.

Anónimo disse...

só podes estar a brincar anónimo! Imagino qu a tua frase final seja pura ironia, pois só pode.
Até posso dar os parabéns à dupla e ao Eurico pela sua disponibilidade, mas a verdade é que de contribuição para a evolução da arbitragem em Portugal!? Só se for por o Sr Luis Santos se nomear para todos os jogos e nomear também o Eurico!!! De resto parece que se esquecem que há mais árbitros e que enterrou a arbitragem a um ponto nunca antes visto.
Dou os parabéns pelo trabalho nos play-off mas nunca pela evolução da arbitragem em Portugal que o sr Luis Santos não só não contribuiu para isso como contribuiu para o seu final e para a saida de tantos e tantos arbitros.

Anónimo disse...

Ahahahaha...uma gargalhada de desespero.
Contribuíram para a (des) -evolução da arbitragem em Portugal. Isso sim.
1-Reunião árbitros nacionais? Onde quando, há quanto tempo.
2-Nomeações equitativas? Quando.
3- União dos árbitros? Pura ilusão.
3- Acompanhamento de novos árbitros? onde e quando.
O que houve sim neste mandato foi a total desorganização, promoção da continuada destabilização da classe, com afastamento coercivo de alguns árbitros mais críticos, afastamento voluntário de outros porque não estão para "aturar" mais estes senhores IMCOMPETENTES.
Mas a organização da modalidade também não está melhor, começando pelo seleccionador, que devem-se contar pelos dedos de uma mão os jogos em que esteve presente, passando pela total desorganização do director técnico, acabando no pavão do director da modalidade, que enganou muito boa gente, que foi para a federação para aumentar a sua auto-estima e afirmação pessoal.
Salva-se e tenho confiança no trabalho da Lena, que pelo menos é uma pessoa esclarecida, honesta, conhecedora da realidade e do estado actual da modalidade, com conhecimentos organizacionais que podem ser muito úteis para arrumar a casa.
Mas por favor retirem de lá este bando de incompetentes, caso contrário a modalidade cai no fundo.

Anónimo disse...

reitero a gargalhada do último anónimo AHAHAHAHAHAH
evolução da arbitragem em Portugal?
Das duas uma, ou o comentário anónimo é de algum destes senhores ou dos amigos, ou de alguém que caiu aqui de paraquedas e decidiu comentar.
É unânime que nem o sr Vice nem o Sr Vogal fizeram seja o que for pela modalidade ou pela arbitragem. Tudo o que fizeram foi em proveito próprio, procurando promover-se à custa do trabalho dos outros ou procurando outros voos internacionais sem terem mínimamete contribuido ou merecido.
E acho engraçado que venham para aqui comentar que são bons e votar neles mesmos, pois estranhamente começaram a ver-se votos em que sempre contribuiram para a evolução da modalidade ou pelo menos da arbitragem quando toda a gente sabe que isso não aconteceu.
Pelo menos conseguem movimentar os amigos para votarem nelea, enquanto atletas, clubes e dirigentes votam na realidade - não fizeram nada pela arbitragem nem pelo pólo aquático.
Poupem-nos os auto-elogios anónimos!!! Especialmente da arbitragem, que nem a cara dá!

Anónimo disse...

Gostei imenso dos vossos comentarios, nao sabem dar o valor que elas têm, nao sabem ver e reconhecer o esforço feito por muita gente em prol da modalidade.
Não escrevo mais nada, nao vale a pena.

Somente dizer que não sou amiguinho de nenhum deles, sou simplesmente um atleta de um clube do sul do País.

Abraço cambada de egoistas.

Anónimo disse...

trata-se exactamnte do contrario. Sei ver e dar valor ao esforço feito por muita gente. Não sei é ver o esforço feito pelos srs da federação.
Dizes que és do sul e elogias a evolução de arbitragem. deves ser um dos sortudos que teve sempre 2 árbitros e 3 oficiais na mesa, como deve ser.
E deves ter tido a sorte de ter vários árbitros ao longo da época em vez de serem sempre os mesmos.
Parabéns. Porque aqui no Norte, centro da nação arbitragem e pólo aquático, nunca tivemos essa sorte, a não ser muito pontualmente.
mas enfim... não vale a pena comentar. cada um tem a sua opinião e não vamos chatearnos por isso.
Quanto ás pessoas - são muitas! Mas a maioria é anónima.
um abraço

Anónimo disse...

;/ mesmo baixo nivel este blog...

Anónimo disse...

Não venhas cá anónimo das 14.33.

Anónimo disse...

ai venho... porque que nos falemos mal dos arbitros ate é natural... agora arbitros a falar mal deles mesmos... é de rir

Anónimo disse...

viva a todos os aficionados do polo aquatico..
Ó anonimo, eu tambem não estou no polo á muito tempo, mas pelo que já levo desta corrida, esta "gerra" já vem é tarde, porque ou se faz alguma coisa agora ou se não a nossa modalidade perde-se de vez.
Querem melhores arbitro; pois mas para isso é preciso eles serem nomiados, e rodando pelos jogos mais elevados.
epa, começa é a ver bem a novela que se tem desenrrolado na FPN, e depois pensa no que vais dizendo.
Como já reparei que és um pouco lento nas coieas, ó amigo cresce e aparece.
Um abraço a todos os defensores da evolução da modalidade.
ass.wp

Anónimo disse...

Anónimo
Aqui os arbitros podem falar mal, porque a realidade é só uma, as coisas estão mesmo mal.
O caiquismo e´stá instalado na arbitragem nacional e o que me parece é que és um deles ou então do grupo deles que vens para aqui mandar bocas a ver se pegam.
Porque se ouvesse liberdade, ou seja hipotese dos arbitros poderem falar nos locais próprio com toda a certeza que ninguem vinha para aqui comentar o que quer que fosse pois perdiam toda a legitimidade, mesmo que eles estivesse a funcionar de forma errada, mas pelo menos as pessoas podiam dizer e falar, mas como sabes ou então não queres ver, se alguem fala vai de castigo ou então vai para a prateleira. E os exemplos são muitos.
Vamos esperar só para ver quem vai ser nomeado para arbitrar nos Torneios do Algarve e depois voltamos a falar.