sexta-feira, 27 de junho de 2008

Resumo das sondagens feitas até à data

Com o aproximar das reuniões de arbitragem há tanto tempo esperadas (mais de 2 anos, certo?), penso que será pertinente fazer um resumo das sondagens aqui feitas e sugeridas por todos.

Desta forma podem ter uma melhor ideia dos assuntos debatidos e das opiniões expressadas.
Para cada sondagem vou apenas colocar os resultados mais pertinentes, deixando de lado os que não tem nenhum tipo de peso (podem consultar cada sondagem através da respectiva etiqueta)
  1. A sondagem era sobre o facto de os Campeonatos Nacionais de Infantis deverem ser arbitrados por 1 árbitro ou se devia ser arbitrado por 2, como os restantes Campeonatos Nacionais.
    • A esmagadora maioria (80%) concorda que NÃO deve ser arbitrado só por 1 árbitro! Deve ser arbitrado por 2 árbitros.
    • 16% concordaram que deveriam ser arbitrados por 2 árbitros, como os restantes Campeonatos Nacionais, podendo ser arbitrados por um árbitro no caso de ser de todo IMPOSSÍVEL ter dois árbitros nesses encontros.
  2. Esta sondagem era sobre a antecedência com que as convocatórias dos árbitros deveriam ser enviadas.
    • Em primeiro lugar, com alguma margem, concluímos que a maioria pensa que as convocatórias devem ser enviadas entre 1 a 2 semanas antes dos jogos (38%).
    • Para o segundo lugar houve um empate (30%) entre os que acreditam que 3 a 5 dias antes do jogos é suficiente e aqueles que acreditam que as convocatórias deveriam ser enviadas entre 15 dias a 1 mês antes dos jogos.
    • Finalmente estavam os que acreditam (38%) que bastam 1 a 2 dias de antecedência para convocar os árbitros para os jogos desse fim de semana.
  3. Com esta sondagem debateu-se a questão de saber se os árbitros que apitam nos Campeonatos Nacionais (seja em que categoria e/ou divisão for, dos infantis aos seniores) deveriam usar equipamentos oficiais, fornecidos pela FPN ou pela Associação.
    • De forma indiscutível, com maioria absoluta (79%), ficou a opinião que de qualquer árbitro que apite numa prova do Campeonato nacional deve SEMPRE ter um equipamento oficial fornecido pela FPN.
    • A opinião de que não devem receber equipamento oficial a menos que sejam árbitros Nacionais obteve cerca de 19% dos votos.
  4. Nesta sondagem debateram-se os prazos de pagamento aos árbitros.
    • A grande maioria concordou com o pagamento mensal, em data certa e definida (77%).
    • Em segundo lugar ficaram aqueles que pensam que os pagamentos devem ser semanais (17%).
  5. Chegando à 5ª sondagem, procuramos saber qual a opinião sobre o facto de os árbitros fazerem jogos de treino nos clubes.
    • 53% acharam que sim, que devem fazer jogos de treino nos clubes e ter mesmo um número mínimo de jogos a fazer por ano.
    • 38% acharam que eventualmente devem fazer jogos de treino, desde que não exista um compromisso de o fazer.
  6. Procurou-se, nesta sondagem, saber quem deveria apitar os PLay-Off dos Campeonatos Nacionais.
    • 41% acharam que devem ser apitados por 2 internacionais (ou ex-internacionais).
    • 34% acharam que devem ser arbitrados por 2 árbitros nacionais de valor reconhecido.
    • 24% acharam que devem ser arbitrados por 1 árbitro internacional (ou ex-internacional) e 1 árbitro nacional de valor reconhecido.
  7. Desta vez o assunto em questão era saber se deveriam ser feitas reuniões com os árbitros e Conselhos de Arbitragem, bem como a regularidade com que deveriam ser feitas.
    • A esmagadora maioria (88%) achou que se deve fazer SEMPRE uma reunião no início da época e depois fazer as reuniões que forem necessárias para se alinharem critérios ao longo da mesma.
    • Os restantes 12% acreditam que se devem fazer 2 reuniões - uma no início e outra no meio de cada época.
  8. Nesta sondagem a questão em debate era saber quanto Oficiais de Mesa (convocados pela FPN) devem existir num jogo do Nacional.
    • Em 1º lugar, com 47% dos votos, ficaram os que pensam que devem existir, no mínimo, 2 oficiais até às fases finais dos Campeonatos Nacionais e depois 3 (em qualquer categoria).
    • Em 2º lugar, com 29% dos votos, ficaram os que pensam que deve existir sempre um mínimo de 3 Oficiais, independentemente da categoria do jogo.
    • Em 3º lugar, com 23% dos votos, ficaram todos os que pensam que deve existir um mínimo de 2 Oficiais nos jogos de categorias e de 3 nos jogos de seniores.
  9. Chegados a este ponto, realizou-se uma sondagem sobre Formação e sobre quem deveria ser responsável pela Formação dos Árbitros.
    • Em primeiro lugar, com 45% dos votos, ficaram os que acham que a formação deve ser dada pela Federação no que diz respeito aos árbitros Nacionais e pelas Associações no que diz respeito aos árbitros Regionais.
    • Em segundo lugar, empatados com 25% dos votos, ficaram os que acham que a formação deve ser dada por formadores reconhecidos e certificados e os que acharam que a formação deve ser dada pela Federação, com o apoio das Associações.
  10. Nesta sondagem questionou-se se os castigos e protestos de clubes e jogadores deveriam ser públicos e de que forma.
    • Em 1º lugar, com a maioria absoluta dos votos (66%) ficaram todos os que pensam que nos dois casos (Protestos e castigos) tanto a FPN como os clubes deveriam publicar a informação.
    • Em 2º lugar, com 19% dos votos ficaram os que pensam que não é necessário publicar os protestos, mas que a FPN deveria comunicar todos os castigos no seu site.
    • Em 3º lugar, com 14% dos votos, ficaram aqueles que pensam que os protestos deviam ser comunicados pelos clubes ou imprensa e os castigos devem ser publicados no site da FPN.
  11. Procurou-se saber, nesta sondagem, quem deveria ser responsável pela nomeação de oficiais de mesa em eventos Internacionais, e quais os critérios subjacentes a essas nomeações.
    • Em 1º lugar, com 33.5% dos votos, ficaram os que responderam que "Deve ser o Comité organizador da prova, com o apoio da Associação ou da FPN, como entender melhor".
    • Em 2º lugar, com 25% dos votos, ficaram os que pensam que "Deve ser a FPN consultando o Comité organizador (Clube ou Associação) e escolhendo em conjunto a melhor equipa possível para a prova em causa".
    • Imediatamente a seguir, empatados com 20.5% dos votos, ficaram os que responderam que "Deve ser sempre a FPN, seja um Torneio organizado por um clube ou um Campeonato, convocando os melhores oficiais para eventos Europeus, Mundiais e provas LEN e premiando a regularidade dos melhores Oficiais Nacionais com os Torneios Nacionais de clubes" e os que acreditam que "Deve ser sempre a FPN (apoiando-se nas Associações Regionais), convocando sempre árbitros ou oficiais experientes (visto ser a imagem da nossa arbitragem que transparece nesses eventos)".
  12. Na sondagem mais votada de sempre (será por ser um assunto polémico?) procurava-se saber o que se pensava sobre o facto de a actual Direcção de Pólo Aquático e o Vogal do Conselho de Arbitragem terem contribuído para a evolução da modalidade durante este mandato.
    • Em 1º lugar, destacados do "pelotão" com 37% dos votos, ficaram os que consideram que "Não fizeram nada nem pela disciplina nem pela arbitragem".
    • Num 2º lugar disputado ao milímetro, com 18% dos votos, ficaram todos aqueles que responderam "Raramente".
    • O 3º lugar, com 17% dos votos, ficou para os que escolheram como resposta "Talvez ao principio, mas não nos últimos 2/3 anos".
    • No 4º lugar, também muito disputado e com 15% dos votos, ficaram aqueles que consideram que "Sim, mas só em termos de arbitragem".
    • Em 5º lugar, com 12% dos votos", ficaram aqueles que consideraram que "Sim, sempre".
  13. A última sondagem, que foi recentemente publicada, era destinada a saber se o quadro de arbitragem e os critérios de classificação para cada categoria deveriam ser públicos ou não.
    E podem encontrar os resultados no post anterior!
E assim ficam com um ponto de todos os assuntos debatidos até agora - para o caso de quererem abordar algum destes assuntos na reunião de arbitragem.
Vou procurar actualizar a estatística da época 2007-2008 até à data da primeira reunião (durante a semana...) a realizar em Lisboa.

0 comentários: